Oficiais do Comitê de Inteligência de Transporte (DOTr-SAICT) interceptam ambulâncias que usam a faixa de ônibus Edsa para evitar o trânsito intenso, mesmo que não transportem pacientes. (Foto do DOTr-SAICT)

MANILA, Filipinas – Na segunda-feira, o Departamento de Transportes – Comitê de Inteligência de Atividades Especiais em Transportes (DOTr – SAICT) deteve três ambulâncias por entrarem na faixa de ônibus Edsa e não responderem à chamada.

O relatório observou que as ambulâncias inicialmente saíram da linha de ônibus da Edsa, mas depois acenderam os piscas, embora não transportassem nenhum paciente, na tentativa de manobrar no trânsito intenso.

“Eles foram imediatamente detidos e denunciados aos oficiais da SAICT e da Guarda Costeira Filipina (PCG), que mais tarde os multaram simultaneamente na estação Ortigas da linha de ônibus Edsa”, observou o DOTr-SAICT.

A comissão já havia esclarecido que apenas os ônibus que operam na rota EDSA, os veículos PNP e os veículos sinalizados de emergência, como ambulâncias e caminhões de bombeiros, podem utilizar a faixa de ônibus.

No entanto, os veículos marcados que não respondem a uma emergência, mas utilizam indevidamente sirenes e indicadores para evitar o trânsito, serão parados.

O Departamento de Transportes (DOTr) está intensificando a ação contra ambulâncias e veículos de emergência coloridos ou não registrados usando sinais de mudança de direção/sirenes para evitar congestionamentos no trânsito.

“Isto não só prejudica e põe em perigo o público, mas também prejudica o verdadeiro propósito das ambulâncias”, disse anteriormente o DOTr.

Segundo o DOTr, o presidente, o vice-presidente, o presidente do Senado, o presidente da Câmara dos Deputados e o presidente do Supremo Tribunal Federal também podem utilizar o corredor de ônibus Edsa.


Não foi possível salvar sua assinatura. Por favor, tente novamente.


Sua assinatura foi bem-sucedida.



Fonte