O presidente do Parlamento húngaro, Laszlo Kover, participa da cerimônia de inauguração do busto do marechal Józef Piłsudski por ocasião do 100º aniversário da independência da Polônia em Budapeste, Hungria, 26 de setembro de 2018. REUTERS

BUDAPESTE (Reuters) – O presidente do Parlamento húngaro, Sandor Lezsak, assinou a ratificação da adesão da Suécia à OTAN e encaminhou a legislação ao Gabinete do Presidente para anúncio, de acordo com um registro de votação no site do parlamento divulgado no sábado.

Os legisladores aprovaram a adesão da Suécia à OTAN em 26 de fevereiro, eliminando o último obstáculo antes do passo histórico para o país nórdico, cuja neutralidade resistiu a duas guerras mundiais e à Guerra Fria.

LEIA: Suécia pronta para aderir à OTAN após a oferta da Hungria ser aprovada

A votação na Hungria pôs fim a meses de atrasos na conclusão de uma mudança na política de segurança da Suécia e seguiu-se a uma visita do primeiro-ministro sueco, Ulf Kristersson, durante a qual os dois países assinaram um acordo de armas.

LEIA: A adesão da Suécia torna o Mar Báltico um “lago da OTAN”?

O governo do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, enfrentou pressão dos aliados da OTAN para cumprir e selar a adesão da Suécia à aliança. O Presidente da Hungria tem agora cinco dias para anunciar a lei.

Estocolmo abandonou a sua política de não alinhamento em favor de uma maior segurança dentro da Organização do Tratado do Atlântico Norte após a invasão da Ucrânia pela Rússia em 2022.


Não foi possível salvar sua assinatura. Por favor, tente novamente.


Sua assinatura foi bem-sucedida.



Fonte