MANILA, Filipinas – O Gabinete do Conselheiro Presidencial para Assuntos Muçulmanos solicitou ao Departamento de Alfândegas (BuCor) que estabelecesse uma penitenciária separada para muçulmanos privados de liberdade (PDL).

O conselheiro presidencial para assuntos muçulmanos, Almarim Tilla, apresentou a proposta ao CEO da BuCor, Gregorio Pio Catapang Jr., na sexta-feira, de acordo com a BuCor no sábado.

LER: BuCor diz que superlotação em Bilibid é de 358 por cento

Tilla disse que há “dificuldades e desafios” enfrentados pelos muçulmanos do PDL, o que levanta a necessidade de uma penitenciária separada para eles.

“Durante o nosso diálogo e consultas com os nossos irmãos e irmãs muçulmanos com várias agências governamentais, uma das discussões centrou-se na difícil situação e nos desafios enfrentados pelos PDLs muçulmanos nas nossas prisões e foi feita uma sugestão para criar uma prisão separada para os PDLs muçulmanos” – Tilla ele disse.

LER: Estou fazendo Bilibid

O conselheiro presidencial disse que ter instalações separadas também preservaria a cultura muçulmana, como práticas dietéticas especiais e momentos de oração.

Enquanto isso, Catapang disse que discutiria a proposta de Tilla com o secretário do Departamento de Justiça, Jesus Crispin Remulla.

LER: BuCor liberta 985 prisioneiros em todo o país


Não foi possível salvar sua assinatura. Por favor, tente novamente.


Sua assinatura foi bem-sucedida.



Fonte