Éramos cinco no almoço de domingo do Domingo Gordo: uma mãe, dois filhos, um genro e uma nora. Vampira (17, 20 e 25 anos) não comeu conosco, o primeiro porque ia ao carnaval (regionalismo consciente), o segundo por motivos profissionais. Então éramos cinco para preparar o ensopado para dez pessoas, já calculando o que sobraria para a feijoada que viria a seguir.

Fonte